Eventos


Voltar

06/04/2020

Você sabe qual é o seu papel?

Muitas vezes ouvimos falar sobre esse profissional e não sabemos exatamente o que ele faz e a sua importância para a sociedade e para as instituições. A Mapear tem em sua equipe, uma profissional assistente social para suprir a grande demanda de atendimentos e amparar pessoas que de alguma forma não tem total acesso à cidadania, ajudando-os a resolver problemas ligados a educação, habitação, emprego, saúde. É uma profissão de cunho assistencial, ou seja, voltada para a promoção do bem-estar físico, psicológico e social. É a ponte entre as famílias e as instituições.

Acompanhe a entrevista com Nayara Carvalho Jauhar Breda, assistente social da Mapear desde 2019.

Como é o trabalho do assistente social?

 O assistente social tem como principal objetivo a garantia de direitos ao público atendido. Isso se dá através de intervenções que viabilizem o acesso às políticas públicas, à cidadania, à liberdade e à segurança dos usuários. Estas intervenções se dão por meio de atendimentos individuais, atendimentos em grupo, visitas domiciliares, triagem, encaminhamentos, articulação em rede, entre outros. 

Qual a amplitude do trabalho do assistente social? Onde esse profissional pode atuar?

O assistente social pode atuar em diversas áreas como na educação, na saúde e na assistência social – no âmbito particular ou público. Dentro destas esferas temos: as escolas, os hospitais, as clínicas, o SUS, os projetos sociais (como a Mapear), as casas de acolhimento institucional (para crianças, jovens, idosos, população em situação de rua, dependentes químicos), o poder judiciário, assessoria/consultoria particulares, o INSS, a área acadêmica (professor universitário), as empresas, entre outros. São muitas possibilidades.

Há alguma abordagem diferente do profissional assistente social em ONGs?

O trabalho essencialmente é o mesmo dentro de qualquer ONG que atenda determinado público. O que se leva em conta é a fase de desenvolvimento e suas especificidades (o tipo de proteção social a que se encaixa dentro do Sistema Único de Assistência Social - SUAS é o que determina a complexidade do serviço prestado e suas peculiaridades, por exemplo). 

Prioritariamente o trabalho em serviços como a Mapear (serviço de convivência e fortalecimento de vínculos – que chamamos de proteção social básica) deve ser pautado primordialmente na PREVENÇÃO de qualquer tipo de violação de direitos básicos garantidos pelas leis vigentes (no caso da Mapear, pelo ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente – Lei n° 8.069/1990 e seus desdobramentos).

Em geral, qual a maior dificuldade enfrentada dentro do trabalho exercido?

Quando se fala de atendimento a crianças e adolescentes não há como não pensar na total responsabilidade dos pais/responsáveis em seu processo de educação e amadurecimento. 

Nesse quesito, a maior dificuldade enfrentada no trabalho com este público é sensibilizar a família a entender que o primeiro e principal fator determinante no comportamento dos filhos é ela, a família. 

Não há que se pensar em intervenções infantis isoladas e pontuais. Serão em vão, na esmagadora maioria dos casos. O que determina o sucesso de uma evolução e mudança comportamental de crianças e adolescentes é o quanto seus pais estão dispostos a acolher e se responsabilizar por este processo. Faz-se necessário que eles sejam a mudança em primeiro lugar. E não há atalhos para isso, o caminho é cansativo e trabalhoso. Porém, extremamente válido. 

Qual a principal contribuição do assistente social?

A principal contribuição do assistente social é seu papel interventivo e de atuação direta na garantia de direitos sociais e acesso às políticas públicas que promovam autonomia ao cidadão. 

O núcleo de saber do assistente social soma-se aos saberes do psicólogo no atendimento psicossocial dos usuários e ao trabalho multi e interdisciplinar dentro de cada instituição.

Tratando-se do trabalho em Organizações da Sociedade Civil o assistente social tende a organizar e planejar as ações com os usuários, famílias e equipe técnica, além de viabilizar certificações necessárias para seu pleno funcionamento e possíveis parcerias com o poder público e captação de recursos de outras fontes. 

Qual é o seu objetivo de atuação na Mapear?

Meu principal objetivo é contribuir para atuação da Mapear na proteção de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social conferindo-lhes meios para fortalecimento de seus vínculos familiares e autonomia para enfrentamento de adversidades inerentes ao crescimento e desenvolvimento humano. 

É, primordialmente, fortalecer a FUNÇÃO PROTETIVA DA FAMÍLIA e sua auto responsabilidade diante da criação de seus filhos.

Ademais, garantir a efetivação do ECA em seu mais amplo sentido, no entanto, sem perderem a noção de hierarquia familiar, limites, respeito ao próximo – não se trata apenas de direitos, mas, e talvez principalmente, de deveres.

Nayara Carvalho Jauhar Breda, 32 anos, atua na ONG Mapear, em São José do Rio Pardo e no Espaço Girassóis, em Mococa.

Para saber mais sobre a Mapear:

Endereço: Alameda José Fagiolo, 245- Bairro: Domingo de Syllos. Telefones: (19) 3680-0809 / 98975-3150. 

Site: www.mapear.org.br

Redes Sociais: 

Facebook: @ongmapear

Instagram: @ongmapear 

Youtube: Mapear



  • Nayara J. Breda - Assistente Social da Mapear